NDRE: O que é, principais diferenças entre o NDVI e NDRE, usos e muito mais!

O agronegócio é um dos segmentos que continua crescendo, mesmo durante a crise.

Para continuar crescendo e alcançar altas produtividades o uso de novas tecnologias é fundamental.

Pensando nisso, separamos algumas informações sobre o NDRE e como ele pode ser um forte aliado no seu dia a dia no campo. Aproveite!

O que é NDRE?

A sigla NDRE vem do inglês “Normalized Difference Red Edge Index”, que significa índice de vegetação por diferença normalizada. 

Essa nomenclatura, refere-se a um índice vegetativo que mede a atividade da clorofila presente nas folhas, a partir do processamento de imagens por sensoriamento remoto.

Este índice faz uma relação entre dois comprimentos de onda diretamente ligados ao teor de clorofila das plantas e a biomassa das plantas. 

Ele leva em consideração os valores de pixels de duas bandas espectrais de uma imagem.

Para você realizar o cálculo do NDRE, vamos utilizar a equação abaixo:

Equação para cálculo de NDRE

NDRE

Fonte: Mapear com drones

Se você já utiliza o NDVI, certamente observou que a equação utilizada nos dois índices de vegetação são bastante parecidas.

A única diferença é que para NDRE utilizamos Red Edge Band, já para NDVI a banda utilizada é a Red (vermelha).

Ainda vale ressaltar por essa diferença de banda, que o índice de NDRE permite resultados mais precisos sobre a situação atual das plantas, ou seja, se estão sadias ou sofrendo algum estresse naquele momento.

Agora que você entendeu o que é o NDRE, vamos conferir as principais diferenças com NDVI?

NDVI vs NDRE: principais diferenças

A principal diferença entre os dois índices está na sensibilidade entre eles para indicar o vigor da vegetação.

Essa diferença é comprovada em inúmeras pesquisas, que indicam que o NDRE

não satura o mapa do mesmo modo que o NDVI.

De modo geral o NDRE demora mais para saturar.

Diferença entre Imagem RGB, NDVI e NDRE

NDRE-1

Fonte: Farm to farm

Na prática o NDVI não consegue indicar diferenças em algumas culturas de acordo com os estágios fenológicos. 

Caso tenha em sua lavoura a cultura do milho a partir do estádio V6 ou cana-de-açúcar, opte pelo NDRE.

Essa dica vale sempre que você tenha no campo plantas de um porte mais elevado e maior densidade.

Pois o NDRE  apresenta melhores resultados em culturas mais densas e com maior produção de biomassa. Por isso, em algumas culturas que apresentam maior densidade, opte pelo NDRE.

Ainda, é importante ressaltar que muitas vezes o NDRE apresenta uma medição de variabilidade melhor que o NDVI.

Ainda em casos de transição de plantas sadias para estressadas, vale lembrar que o NDVI não consegue identificar essas leves diferenças.

Já se você cultivar plantas com baixa produção de biomassa, como a soja o indicado é o NDVI.

Separei algumas das aplicabilidades do NDVI e NDRE, confira:

  • Monitoramento de lavouras
  • Efeitos de secas
  • Danos provocados por pragas
  • Estimativas de produtividade agrícola
  • Mapeamento de áreas agrícolas
  • Saber quais áreas colher primeiro 
  • Manejo de plantas daninhas 
  • Identificação de falhas de semeadura
  • Identificação de falhas de irrigação

Vamos conferir como utilizar o NDRE em sua lavoura?

Como utilizar NDRE em sua lavoura?

Para o sucesso de sua lavoura, o monitoramento de suas áreas é fundamental.

Assim você poderá realizar um planejamento de manejo de acordo com as necessidades de sua propriedade

Sabemos que esse monitoramento demanda de mão de obra treinada o que acaba gerando custos com equipe e transporte, por exemplo.

Além disso, esse monitoramento normalmente não é realizado semanalmente e caso uma área for infestada por pragas por exemplo, ao se esperar pela próxima data monitoramento o manejo pode ser tardio e refletir em perdas de produtividade.

Por isso, o uso de NDRE pode ser uma ótima ferramenta para lhe auxiliar a identificar possíveis problemas na lavoura e otimizar suas visitas no campo para o monitoramento.

Separamos alguns exemplos práticos que podem ser realizados com o uso do NDRE.

Porém é importante lembrar que essa técnica possui muitas outras aplicabilidades e vale a sua criatividade a utilização do NDRE para facilitar sua vida no campo.

Um exemplo bastante prático, é a infestação de uma lavoura de milho por doenças fúngicas em um estádio mais avançado.

O uso de NDRE pode identificar a presença da doença e você realizar a aplicação de fungicida. 

Você pode acompanhar ainda o processo de uniformidade e evolução da cultura, programando melhor sua colheita.

Essa técnica pode ser utilizada ainda no manejo de plantas daninhas, acompanhando a emergência de plântulas, otimizando a aplicação de herbicidas e verificando se o manejo foi eficiente.

Ainda, o uso de NDRE pode ser um forte aliado no manejo de sua lavoura em diversas áreas como identificação de anomalias ou verificação do estabelecimento do estande adequado.

Pense e planeje a utilização do NDRE em sua fazenda, você pode utilizar essa técnica para monitoramento, planejamento do manejo e verificar eficiência das atividades realizadas em sua propriedade.

Essa técnica está disponível a você pequeno, médio e grande produtor!

Caso você tenha interesse sobre o assunto, pode realizar cursos na web e passar a utilizar a agricultura de precisão em sua propriedade com baixo custo!

Conclusão

O NDRE pode ser uma excelente ferramenta para diminuir seus custos e aumentar sua rentabilidade.

Mostramos neste artigo, o que é o NDRE e as principais diferenças entre os índices vegetativos NDVI e NDRE.

Você pode conferir um pouco sobre como as imagens de NDRE podem lhe auxiliar no dia a dia no campo e sua vasta aplicabilidade.

Espero que com essas informações você consiga planejar o uso de NDRE em sua propriedade.

Você faz uso de  algum índice vegetativo em sua lavoura? Usa o NDRE?  Ficou com alguma dúvida? Deixe seu comentário abaixo!

Ainda resta alguma dúvida em relação as vantagens do MIP ou sobre como implantar esse tipo de manejo em sua lavoura de soja? Deixe o seu comentário abaixo!

 

Renato Borges

Filho e neto de produtor rural e sempre com a cabeça em tecnologia. Engenheiro de formação, criou a Agrointeli com intuito de democratizar a tecnologia no campo para pequeno e médio produtor rural.
0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
1 Comentário
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Orquídea
2 meses atrás

Ótimo artigo!

Resumo Técnico fornecido por Investing.com Brasil.

Siga nos