O uso de drones para a agricultura de precisão é uma realidade que já está promovendo a transformação digital e tecnológica no campo. Com vantagens como monitoramento preciso e informações claras e reais, esses equipamentos podem facilitar a vida dos produtores e melhorar a produtividade da lavoura.

Em crescimento constante no Brasil, o setor de drones movimenta cerca de R$ 300 milhões de reais por ano, onde grande parte dessa movimentação é proveniente do agronegócio. Dentro da agricultura de precisão, o uso de drones viabiliza a redução de custos inteligente, ou seja, sem interferir no desempenho da lavoura.

Dentre as funcionalidades possíveis para os drones na agricultura de precisão, podemos destacar funções como pulverização localizada e precisa, identificação de pragas e doenças, acompanhamento em tempo real da saúde da lavoura, acompanhamento do plantio, mapeamento da área e estimativa de produção.

Em meio a tantos modelos e funções, uma boa escolha deve ser pautada nas características necessárias e no custo-benefício do equipamento. Quer saber o que considerar na hora de escolher drones para agricultura de precisão e quais os melhores modelos do mercado? Então continue a leitura e confira!

Drones para agricultura de precisao

(Fonte: Freepik)

Tipos de drones para agricultura de precisão 

Os drones tem como objetivo facilitar a coleta de dados precisos dentro da fazenda e tornar esse processo mais ágil e otimizado. Alguns modelos possuem características específicas e opções de acoplamento de sensores e dispositivos de acordo com a tarefa que ele foi desenvolvido para executar.

Dentre os principais tipos de drone, temos:

Drones para mapeamento aéreo

A capacidade de alcance de voo faz dos drones excelentes ferramentas para realizar mapeamentos aéreos, que auxiliam o produtor na hora de tomar decisões sobre a área e conhecer melhor sua propriedade.

Os tipos mais comuns de drones nessa categoria são os ópticos multiespectrais. No agronegócio esse modelo pode desenvolver atividades como: identificação de falhas no plantio, identificação de pragas, doenças e deficiências nutricionais na lavoura, gerar mapas NDVI e administrar o uso de defensivos agrícolas para otimizar as aplicações.

Drones para irrigação

O uso de drones para irrigação ainda está no início de seu desenvolvimento. Estudos, métodos e modelos ainda estão sendo avaliados para essa função, que pode ajudar na sustentabilidade e na economia de recursos naturais na lavoura.

Apesar do uso direto para irrigação ainda estar sendo desenvolvido, os drones já exercem papel fundamental na hora de otimizar esse manejo de maneira inteligente e ideal para a agricultura de precisão.

Isso porque através de sensores hiperespectrais, multiespectrais ou térmicos é possível identificar áreas dentro da propriedade que apresentam maior necessidade de irrigação. Desse modo, o produtor pode direcionar o sistema de irrigação exatamente para essas áreas.

Drones para pulverização

Além de identificar áreas de ataque de pragas e doenças e monitorar a saúde das plantas de maneira precisa, os drones também podem ter a funcionalidade de aplicar os insumos via pulverização.

Essa aplicação é feita com base no mapeamento da área, por meio de um sistema que utiliza sensores de laser e ultrassom. Com essa tecnologia o equipamento consegue fazer a aplicação de defensivos de maneira precisa e ágil.

A pulverização com drones para agricultura de precisão é um método mais econômico, assertivo e prático do que o método convencional feito por meio de maquinários. Para quem é adepto ao Manejo Integrado de Pragas, o uso de drones é uma ótima estratégia para garantir o sucesso da técnica. 

Drones para georreferenciamento

Toda propriedade agrícola deve cumprir com suas obrigações em órgãos regulamentadores como o INCRA. O georreferenciamento é uma dessas obrigatoriedades, tanto para regularização da propriedade quanto para determinação de áreas de preservação ou reserva legal.

Os drones podem ser utilizados para mapeamento, captação de imagens, delimitação de áreas e identificação de biomas. Sendo assim, ele pode ajudar a tornar o processo de certificação mais ágil e descomplicado.

Como escolher o tipo e o modelo ideal

Além de considerar as funcionalidades, a escolha do modelo ideal deve ser baseada em alguns pontos importantes, como:

Estrutura

De acordo com o tipo de drone e atividades que o mesmo pode exercer, a estrutura do equipamento pode ter variações significativas. Sendo assim, os drones para agricultura de precisão podem ter asa rotativa, asa fixa ou asa híbrida.

A asa rotativa é característica dos modelos tipo helicóptero convencional ou multirotor. Uma opção convencional dentro dessa plataforma é o drone quadricóptero. 

Drones para agricultura de precisao

(Fonte: Senar)

Os drones de asa fixa funcionam de maneira similar aos aviões, eles são ideais para mapeamento de grandes áreas com agilidade e precisão.

Drones para agricultura de precisao

(Fonte: Senar)

Já os drones que possuem asa híbrida podem ser de grande utilidade em áreas de difícil acesso, pois em geral eles conseguem levantar voo de qualquer local, permanecendo no ar por mais tempo e alcançando altas velocidades.

Drones para agricultura de precisao

(Fonte: Senar)

Sensores

Os sensores devem ser escolhidos de acordo com o objetivo de uso para os drones dentro da agricultura de precisão. Cada tipo de funcionamento do sensor serve para atividades distintas, como é possível conferir na imagem abaixo.

Drones para agricultura de precisao

(Fonte: Senar)

Regulamentação

Além da escolha do tipo e modelo dos equipamentos, é importante saber que para poder pilotar e utilizar os drones na agricultura é necessário estar regulamentado em alguns órgãos.

Ao comprar o equipamento, o ideal é que ele esteja homologado pela Anatel, caso não esteja, será necessário realizar essa homologação. O operador e o drone também deverão ser registrados na Anac.

Também é necessário contratar um seguro obrigatório para o equipamento, além disso, a cada voo o operador deverá solicitar a permissão de uso do espaço aéreo junto ao Decea.

Melhores drones para a agricultura: recomendações

A seguir selecionados alguns modelos de drones para agricultura de precisão que são destaque no mercado. Confira!

Drone para pulverização: Agras MG-1

Drones para agricultura de precisao

O Agras MG-1 é um octocóptero que pode transportar até 10 kg de fluidos, possui quatro bicos embaixo dos motores e pode cobrir até 4 hectares por voo. Esse modelo é ideal para quem está buscando drones para pulverização ágil, já que o fabricante garante que o equipamento pode ser até 60 vezes mais rápido do que uma pulverização manual.

 Os bicos podem ser trocados de acordo com o tipo de pulverização e características necessárias para as aplicações. O operador pode planejar a trajetória do drone, definindo a área e a quantidade de líquido a ser aplicada. 

Drone para mapeamento agrícola: Delair UX11 Ag

Drones para agricultura de precisao

O Delair UX11 Ag foi desenvolvido para realizar de maneira precisa e eficiente o mapeamento de plantas, coletando informações e processando dados a bordo com comunicações sem fio e 3g/4g.

Como diferencial, esse modelo de drone de asa fixa é capaz de alcançar voos mais amplos e mais rápidos, chegando a 50 minutos a 20 km/h.

Esse drone para mapeamento agrícola também possui uma câmera multiespectral para medidas no nível da planta. Além disso, também é possível sobrepor mapas para realizar análises temporais. 

Drone para imagens térmicas: Matrice M210 com Zenmuse XT2

Drones para agricultura de precisao

O Matrice M210 combinado com câmeras aéreas e infravermelho permite com que os produtores e operadores visualizem informações ricas e profundas que não são captadas a olho nu,

Esse modelo pode carregar cargas grandes, como câmeras e sensores acoplados ou a sua própria câmera Zenmuse XT2. Ele tem capacidade de pairar sobre a cultura ou área com precisão, e o operador pode ajustar o modo de voo, analisar medições de temperatura e monitorar a saúde das plantas, podendo agir de maneira imediata sempre que necessário.

Drone para monitoramento da saúde das plantas: DJI Mavic 2 Pro

Drones para agricultura de precisao

Para finalizar nossa lista de recomendações, temos o DJI Mavic 2 Pro, um drone de baixo custo que apresenta um ótimo desempenho para consultoria de culturas. 

Esse modelo realiza análises e permite com que o produtor ou operador pesquise sinais de doenças ou estresse nas plantas de maneira fácil e econômica. Também é possível contar com uma versão Enterprise do drone DJI Mavic 2 Pro que vem com um sensor incorporado para imagens duplas FLIR.

Esperamos que esse artigo tenha sido útil para auxiliar sua escolha dos modelos e tipos de drones para agricultura de precisão ideais para o sucesso de sua lavoura. Vale a pena ressaltar que diante dos preços variáveis de investimento nesses equipamentos, a melhor solução é realizar uma análise de custo-benefício e selecionar o que melhor se adequa a situação atual do seu negócio.

Calcule todos os benefícios e redução de custos que os drones podem agregar em sua fazenda e compare as opções de mercado. Desse modo, você poderá fazer um investimento assertivo que agregará vantagens sem comprometer a saúde financeira do empreendimento.

Gostou do artigo? Tem alguma recomendação de drones para agricultura de precisão que não está em nossa lista? Deixe o seu comentário abaixo!

 

 

Renato Borges

Filho de produtor rural e sempre com a cabeça em tecnologia. Engenheiro de formação, criou a Agrointeli com intuito de democratizar a tecnologia no campo para pequeno e médio produtor rural.
0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Resumo Técnico fornecido por Investing.com Brasil.

Siga nos