Milho (Zea mays) e feijão (Phaseolus spp.) são um consórcio tradicional para os povos nativos das Américas. O feijão fixa o nitrogênio (N), enquanto o milho serve de suporte para as vagens. Segundo pesquisas recentes da Universidade do Texas, nos Estados Unidos da América, o milho apresenta maior produtividade quando cultivado com feijão; o feijão, porém, apresenta menor produtividade na mesma condição.

Quando o milho e a soja (Glycine max) são consorciados cada espécie cresce em um nível diferente e as suas raízes exploram diferentes profundidades, de forma que uma cultura não compete com a outra. O milho, nesse caso, deve ser semeado com maior espaçamento para permitir o crescimento da soja.

Passo 1:

Selecione uma área com, pelo menos, 3 x 3 metros, a pleno sol. Cubra o solo com uma camada de composto  (matéria orgânica “curtida”) de 5 a 7,5 mm e, em seguida, incorpore parte desse material.

Passo 2

Semeio o milho quando a temperatura noturna atingir 10°C. Marque as linhas de plantio de forma que o espaçamento entre elas fique em 0,8 m. Dentro das linhas, faça covas rasas de 25 cm de diâmetro a cada 0,8 m (espaçamento entre plantas). Faça o coveamento de forma que elas formem um padrão de losangos. Plante de quatro a seis sementes de milho a 4 cm de profundidade em cada cova e a irrigue em seguida.

Passo 3

Faça o desbaste de cada cova quando as plantas começarem a crescer, deixando apenas os dois indivíduos mais vigorosos.

Passo 4

Plante a soja quando o milho alcançar 10 cm de altura, quatro sementes a 2,5 cm de profundidade em cada cova, a cerca de 7,5 cm de distância das plantas de milho. Irrigue a cova em seguida.

Passo 5

Irrigue as plantas sempre que a camada superior do solo, correspondente a 5 cm, estiver seca. Evite manusear ou colher a soja quando as plantas estiverem molhadas. Remova as plantas daninhas regularmente durante o crescimento das culturas.

Passo 6

Faça a adubação de cobertura quando o milho atingir 30,5-45,5 cm de altura. Aplique de 1,8 a 2,3 kg do fertilizante 10-10-10 (N-P-K) em uma área equivalente a 3 x 3 m, ou 4 L de composto (esterco “curtido”) na base das plantas.

Passo 7

Colha a soja quando as vagens estiverem verdes, rechonchudas e com cerca de 5 a 7,5 cm de comprimento. Puxe cuidadosamente as vagens da planta e descasque-as, dividindo-as ao meio, extraindo o grão verde.

Passo 8

Colha o milho quando os grãos estiverem bem formados e uma substância leitosa aparecer sempre que um deles for esmagado pela unha do polegar. Segure a espiga e puxe-a firmemente para colhê-la.

Você Precisará De:

  • Composto ou esterco “curtido”

  • Garfo

  • Sementes de milho

  • Sementes de soja

  • Enxada

  • Fertilizante: 10-10-10 (opcional)

  • Dicas extras

1. Em climas úmidos, o milho e o feijão podem ser plantados em montículos e não em covas.

2. Sistemas inteligentes, baseados em monitoramento de talhões com algoritmos personalizados, já existem. Eles permitem o acompanhamento remoto de áreas em consórcio que, justamente por serem mais complexas, precisam de um acompanhamento especial de pragas, umidade do solo e dados climáticos. Trabalhar com agricultura de precisão é ter a variabilidade e a diversidade como diretrizes. Dessa maneira, mapas de colheita, imagens de satélites, índices de vegetação da diferença normalizada e dados de solo permitem a adequação do manejo e uma aplicação inteligente da nutrição e da fitossanidade. Saiba mais sobre agricultura 4.0 em nosso artigo aqui.

Até!

Renato Borges

Filho e neto de produtor rural e sempre com a cabeça em tecnologia. Eleito pela Forbes os jovens mais promissores do Brasil na próxima década. Eleito pelo MIT (Massachusetts Institute of Technology) um dos jovens mais inovadores da américa latina. Engenheiro de formação, criou a Agrointeli com intuito de democratizar a tecnologia no campo para pequeno e médio produtor rural. Mais de 7 anos de experiência no agronegócio. Especialista em Vendas Agro B2B.
0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Resumo Técnico fornecido por Investing.com Brasil.

Siga nos