Tecnologia na agricultura: 5 conceitos de tecnologia que já estão ajudando o produtor

Tecnologia na agricultura: 5 conceitos de tecnologia que já estão ajudando o produtor

Publicado por Renato Agrointeli

Tecnologia na agricultura, não é mais novidade para todos nós há algum tempo. Contudo, as evoluções são constantes e surgem conceitos novos a cada dia, como a agricultura 4.0.

Mas você já aplicou esses conceitos que já estão regendo a agricultura digital em diversas fazendas de ponta?

Ou ainda conceitos como big data, internet of things (IoT), edge computing, cloud computing e blockchain são desconhecidos para sua realidade?

Aqui veremos como a tecnologia vem sendo aplicada na agricultura da melhor forma, assim você poderá entender mais sobre o assunto e avaliar por si mesmo se algumas dessas tecnologias atendem o seu negócio ou não! Confira!

O que é Agricultura 4.0 e porque precisamos dela

Antes de começarmos a nossa lista, vamos entender melhor sobre a agricultura 4.0. Esse é o nome que especialistas deram para o atual avanço da agricultura, ou seja, é a nova tendência da agricultura com o uso maior de tecnologia visando maior eficiência na produção. 

Mas por que tanta necessidade de tecnologia na agricultura? Além do mercado acirrado e margens apertadas, um relatório publicado no World Government Summit afirma que são quatro problemas principais no mundo que destacam a importância sobre o uso da tecnologia na agricultura: 

  • Demografia
  • Escassez de recursos naturais
  • Mudanças climáticas
  • Desperdício de alimentos. 

Este evento reúne líderes mundiais para discutirem assuntos sobre processos e políticas governamentais, com foco nas questões do futurismo e inovação tecnológica, realizado todo ano em Dubai.

O relatório afirma ainda que as fazendas e operações agrícolas estão sendo executadas de maneira muito diferente, principalmente devido a avanços na tecnologia, como sensores, dispositivos, máquinas e tecnologia da informação. 

Já é realidade na agricultura uso de tecnologias sofisticadas, como robôs, sensores de temperatura e umidade, imagens aéreas e tecnologia GPS. 

Esses dispositivos avançados aliados à sistemas robóticos e a tecnologia na agricultura de precisão, permite e poderão fazer ainda mais com que as fazendas sejam mais lucrativas, eficientes, seguras e ecológicas.

Assim, levando em consideração esses princípios citados no relatório citado, separamos cinco conceitos de tecnologia aplicada na agricultura para discutirmos.

5 Conceitos de TI na agricultura digital que já estão ajudando o produtor

Big data

O termo Big Data refere-se há uma grande quantidade de dados que são gerados a todo tempo pelas máquinas, sensores, drones, computadores que estão no campo ou fora dele. 

A grande sacada está na organização e interpretação desses dados, com a finalidade de convertê-los em possibilidades e estratégias para otimizar os negócios.

Com base nos dados gerados em cada processo, o produtor entende o quanto ele consegue produzir e como reduzir tanto o investimento quanto os desperdícios e prejuízos.

tecnologia na agricultura

Fonte: MTI

IoT

Internet of things, ou internet das coisas na tradução, é a conexão entre as “coisas”, todas as máquinas, sensores e demais objetos no campo com a internet, trazendo esses dados para onde o agricultor está. 

Essa conexão é responsável pela ligação entre coleta de todos os dados e formar o big data que falamos anteriormente. Também é responsável por transmitir de volta às informações aos sensores e máquinas.

A Internet das Coisas (IoT) sofreu uma enorme aceleração nos últimos anos, com dispositivos inteligentes se tornando mais prevalentes e cada vez mais capazes de compartilhar uns com os outros.

Isso permite que as fazendas criem uma rede de conexão entre sensores, máquinas e dispositivos remotos para melhor gerir e tomar decisões mais assertivas e conscientes.

Por exemplo sensores enviaram ao produtor as informações de umidade de solo, radiação e condições ambientais. Após análise, o produtor pode ligar remotamente os equipamentos de irrigação. Vale lembrar que isso pode ser autônomo também.

Edge computing 

A edge computing, ou computação de borda, é aquela na qual o processamento acontece no local físico (ou próximo) do usuário ou da fonte de dados. Com o processamento mais próximo, os usuários se beneficiam de serviços mais rápidos e confiáveis.

Usando o exemplo anterior, os sensores em campo enviam os dados coletados para a edge e lá ocorre o processamento desses dados e a tomada de decisão da irrigação. Após isso os dados de da irrigação são enviados a cloud (que iremos apresentar a seguir) e o produtor consegue acessá-lo.

Cloud computing 

A cloud computing, ou computação em nuvem, é uma tecnologia que usa a conectividade e a Internet para hospedar os mais variados recursos, programas e informações sem a necessidade de conectar-se a um computador pessoal ou servidor local.

Essa tecnologia surgiu com a necessidade de armazenagem de grande quantidade dados de forma simplificada e a disponibilidade de acesso por meio de qualquer computador, tablet ou telefone celular.

Permite também, menores investimentos em infraestrutura de hardwares e softwares, acesso remoto e centralização das informações.

tecnologia na agricultura-1

Fonte: Dreamstime

Blockchain

O Blockchain também está em ascensão, sua definição pode ser resumida em uma cadeia de blocos digitais que nos permite armazenar e transferir informações de forma criptografada. 

Mais conhecido na rede Bitcoin, tal tecnologia é usada onde os usuários da cadeia, podem simplesmente enviar e receber moedas(Bitcoins) sem a necessidade de um intermediador (bancos ou órgãos governamentais).

No agronegócio, vem criando um novo modo de interação na cadeia de suprimentos: a confiança é estabelecida por consenso entre as partes e apoiada pela tecnologia, eliminando a necessidade de um intermediário.

Deste modo a rastreabilidade também é aprimorada, com os serviços capazes de verificar rapidamente a fonte de alimentos e detectar qualquer problema de contaminação.

Essas e outras inovações tecnológicas apareceram como um conceitos disruptivos de tecnologia na agricultura brasileira e mundial, impulsionando mudanças e maior eficiência para centenas de indústrias, incluindo a agricultura.

tecnologia na agricultura-2

Fonte: Dinheiro Rural

Benefícios desses usos de tecnologia na agricultura

Os tipos de tecnologia na agricultura já estão rompendo as normas estabelecidas anteriormente, com dispositivos e aplicativos agora acessíveis e implantados regularmente em fazendas em todo o mundo.

A partir desses conceitos, toda a cadeia em si, é beneficiada: os agricultores podem usar seus dados para aplicar os produtos ideias, nas taxas e no tempo certos; os distribuidores e intermediários podem usar dados para comprarem esses produtos com qualidade.

Deste modo, se posicionam de forma a obter o máximo de vantagem no mercado; os fabricantes, por sua vez, podem melhorar seus meios de produção e direcionar melhor sua base de clientes.

Um exemplo aplicado são os drones, que varrem as áreas, procurando pragas no campo ou pontos secos que requerem atenção extra. 

Os últimos avanços, fizeram com que a tecnologia na agricultura, usassem drones com comprimentos de onda adicionais no espectro da luz para avaliar culturas, detectar plantas invasoras e culturas doentes.

tecnologia na agricultura-3

Fonte:Avantagro

Importância da tecnologia na agricultura se deu com a agricultura de precisão nos últimos anos, permitindo que os agricultores, produzam mais com menos custo, identificando as diferentes áreas de sua fazenda, proporcionando o investimento adequado.

Conseguem ter informações para tomadas de decisão mais efetivas e imediatas, seja reconhecendo ameaças de pragas mais cedo ou preparando-se para eventos climáticos graves..

Portanto o uso de tecnologia na agricultura, permite uma análise inteligente de dados, podendo identificar partes de uma fazenda que proporcionarão um retorno de investimento, ou seja, conseguem ter previsibilidade em um universo com tantas incertezas.

Mas afinal, a tecnologia está só na agricultura?

Não! Sabemos que a agricultura sempre esteve um passo (ou mais) à frente na adoção de tecnologias para aumentar a produção e diminuir custos. Mas a tecnologia que impulsiona a agricultura, também chegou na pecuária.

É o caso de uma startup brasileira, que surgiu dentro da universidade e agora desbrava o Brasil e mundo levando tecnologia. 

A empresa usa todos os conceitos que discutimos anteriormente, desde big data, IoT, até computação em nuvem. 

Através de um software que recebem dados de câmeras e sensores instaladas dentro da propriedade, conseguem monitorar individualmente dados zootécnicos dos animais.

Deste modo, monitoram quanto esse animal está engordando diariamente e assim consegue calcular o lucro da operação e o melhor momento de negociar esses animais.

As evoluções tecnológicas não param! E você. Conhece alguma nova tecnologia na agricultura? Conte para nós!

 

Renato Borges

Filho e neto de produtor rural e sempre com a cabeça em tecnologia. Engenheiro de formação, criou a Agrointeli com intuito de democratizar a tecnologia no campo para pequeno e médio produtor rural.
0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Resumo Técnico fornecido por Investing.com Brasil.

Siga nos