O Plantio Acabou E Agora, O Que Fazem Os Agricultores?

O Plantio Acabou E Agora, O Que Fazem Os Agricultores?

por Renato Borges 2 Comentários
agricultura de precisão. calculo de adubação. software agronomia. software fazenda. planilha de adubação xls. agricultura. software agricultura. tecnologia na agricultura. planilha calculo de adubação. como fazer recomendação de adubação. software agricultura. importancia ndvi agricultura. o que e agro. tabela de adubação. planilhas agricolas. planilha rural gratis.

A semeadura começou em outubro e terminou em novembro. Esse período pareceu mais longo que o habitual porque eu não acredito que tenhamos tido ao menos uma semana inteira de plantio devido a interrupções por conta das chuvas e da espera para que alguns campos secassem. Algumas pessoas acham que produtores de grãos como nós trabalham duro por algumas semanas na semeadura e, novamente, por mais algumas semanas durante a colheita. Não é bem assim.

Há cerca de cinco meses até as colheitas do milho comum, soja e do milho de pipoca. Então, o que acontece agora que terminamos de plantar? Muita coisa! Na verdade, sinto que estamos mais ocupados agora, porque não temos como focar 100% em uma tarefa apenas. Estamos fazendo malabarismos com várias atividades ao mesmo tempo.

AS CULTURAS ESTÃO FAMINTAS!

Nossos milhos (tanto o comum, quanto o de pipoca) precisam ser “alimentados”, e eles querem nitrogênio (N). Em um esforço para reduzir nossos gastos com fertilizantes e reduzir as perdas de N para as águas subterrâneas ou para a atmosfera, mudamos nosso programa de adubação nos últimos anos. Não aplicamos mais N após a colheita. E podemos até fazer algumas adubações em pré-plantio, mas, agora, estamos fazendo quase 100% das adubações em cobertura.

O que é adubação de cobertura?  Trata-se da aplicação de N depois da emergência das plantas de milho alguns dias após a semeadura. Aplicar N mais próximo de quando a planta realmente precisa significa que podemos reduzir um pouco a dose, porque há menos chances de perdas para o ambiente entre a aplicação e o momento de uso do nutriente pela cultura. Eu tenho trabalhado nisso por três dias até agora, mas nós só tivemos 51 mm de chuva por enquanto, o que me tirou da atividade de cobertura por alguns dias.

milho lavoura - O Plantio Acabou E Agora, O Que Fazem Os Agricultores?

MANEJO DAS PLANTAS DANINHAS

Nós contratamos os serviços de pulverização de um aplicador personalizado. Porém, mesmo que nós não tenhamos, nós mesmos, que pilotar o pulverizador, precisamos verificar nossas áreas de cultivo para garantir que elas estejam prontas para o maquinário. Isso significa, principalmente, evitar áreas com excesso de umidade no solo para que a máquina não atole ou abra sulcos, que teremos que consertar depois da colheita.

Alguns serviços de monitoramento baseados no uso de plataformas inteligentes podem permitir o mapeamento das chuvas na propriedade e a checagem, em tempo real, da umidade do solo em cada talhão. Dessa maneira, técnicos e gerentes podem fazer o planejamento do uso do maquinário baseado em dados confiáveis e atualizados. Você pode entender mais sobre como a agricultura de precisão pode aumentar os rendimentos da lavoura nesse artigo aqui.

pulverizador 4730 campo1 large 19a03ec47ddc06453fd0f284b60bae238b8dd16d - O Plantio Acabou E Agora, O Que Fazem Os Agricultores?

Fonte: Deere

Também precisamos procurar problemas particulares de plantas daninhas que possam exigir uma mudança de princípio ativo herbicida. Os plantios de milho (comum e de pipoca) provavelmente se beneficiarão desta primeira aplicação, pois logo formarão um dossel e impedirão novas plantas daninhas de crescer. A soja, frequentemente, recebe uma segunda aplicação de herbicidas durante o cultivo, caso espécies invasoras se tornarem um problema novamente. A área de plantio na parte inferior do rio precisará ser verificada para o pepino. Você não quer conduzir uma colheita em uma área infestada por essas ervas indesejadas. Confie em mim, não é nada divertido.

Eliminaremos plantas daninhas em todas as nossas divisas com outras propriedades. Em breve, prepararemos o pulverizador e iremos pulverizar as nossas cercas. Nós conduzimos o pulverizador ao longo parte externa das cercas fronteiriças de cada área de cultivo com um tanque de 2,4-D, normalmente da marca comercial Crossbow. Fazemos assim para manter alguns arbustos separando a nossa área das áreas vizinhas. Se não houver cerca real que delimite a fronteira entre propriedades, provavelmente haverá mais ou menos um metro não semeado entre nossos cultivos e os cultivos próximos.

Os pulverizadores nem sempre podem atingir essa área sem semeadura porque o plantio ao lado pode não tolerar o herbicida aplicado ou o aplicador pode assumir que a pulverização será nociva à área vizinha, a menos que lhe seja dito o contrário. Finalmente, cuidamos daquelas áreas que, sozinhas, se tornariam um banco de sementes de plantas daninhas para futuras plantações. Com o Crossbow procuramos controlar as espécies de folhas largas, de forma que esse herbicida deixará as espécies de folha estreita em paz. E isso é uma coisa boa porque, assim, também podemos eliminar plantas daninhas em meio à grama de contenção ao longo de valas abertas.

As entradas e carreadores também ficam infestados dessas invasoras e os manteremos limpos durante todo o verão.O uso de herbicidas demanda planejamento prévio, pois condições climáticas desfavoráveis podem comprometer significativamente a eficiência das moléculas aplicadas ou mesmo levá-las, devido à deriva, para outras áreas, muitas vezes com lavouras sensíveis aos princípios ativos utilizados.

Por isso, recomenda-se sempre o apoio da agricultura de precisão. Acesso remoto e em tempo real a dados como velocidade e direção dos ventos, previsão de chuvas, temperatura, precipitação acumulada e umidade do solo são dados fundamentais para planejar uma aplicação eficaz e com alta eficiência de controle.

Saiba mais sobre variabilidade climática e agricultura de precisão aqui.

LIMPANDO AS ESTRADAS

Ainda não começamos, mas vi alguns vizinhos nesta tarefa. A grama que se estende por alguns metros entre a estrada e o plantio precisa ser cortada agora. E, provavelmente, mais duas ou três vezes nas próximas semanas, dependendo das condições climáticas. A roçagem reduz as plantas daninhas e dá aos motoristas e condutores de máquinas agrícolas uma visão clara de quaisquer obstáculos, caso precisem encostar. Se você nunca cavalgou à beira de uma estrada assim, há mais coisas ao alcance de seus olhos do que você imagina. Entradas de drenagem, bueiros, concreto, cabines telefônicas e muito mais. Além disso, a paisagem é bonita!

TRANSPORTANDO OS GRÃOS

Não se esqueça da safra do ano passado que ainda está armazenada. Normalmente, finalizamos o transporte da safra anterior a algumas semanas da colheita seguinte. Os preços de mercado determinam a frequência e a quantidade de grãos movimentados em um determinado momento. À medida que os silos vão ficando vazios, temos que entrar e remover o restante do lote armazenado com nossas próprias mãos, uma vez que a gravidade não é mais suficiente para fazer a massa de grãos fluir.

Milho ceu aberto - O Plantio Acabou E Agora, O Que Fazem Os Agricultores?

Unidades armazenadoras de grãos no Cerrado baiano. Saiba mais aqui.

Também precisamos verificar periodicamente o interior de cada silo para garantir que a qualidade do grão seja mantida. Se encontrarmos grãos quentes ou insetos, precisaremos mover a massa o mais rápido possível para verificarmos a qualidade do produto.

O software de monitoramento agrícola - O Plantio Acabou E Agora, O Que Fazem Os Agricultores?

PREPARANDO A PRÓXIMA SAFRA

O equipamento usado durante o plantio será limpo e inspecionado para verificação de danos, juntamente com a manutenção regular no final da temporada. Algumas vezes, haverá apenas um pequeno reparo a ser feito. Por conta do excesso de trabalho, você pode optar por deixar algo de menor gravidade por fazer para não interromper o plantio.

Gostamos de deixar as coisas prontas para o próximo uso. Desta forma, quando chega a hora tirar os equipamentos do galpão novamente, a principal coisa com a qual precisamos nos preocupar é a verificação da pressão dos pneus e, no mais, estaremos prontos para rodar. Nosso cultivador, usado no preparo do solo, teve que passar por manutenção para recolocação de uma das lâminas na semana passada. Enquanto movia o disco, notei uma rachadura no engate. E isso precisa ser consertado no galpão, antes que se torne um inconveniente maior e precise de reparo no campo.

ESCOTISMO DE COLHEITA

Plantas daninhas, insetos, doenças, lagoas, granizo, vento e muito mais ainda podem afetar nossos rendimentos finais. Precisamos ficar vigilantes, pois pode surgir algum problema.

Então, isso é muita coisa para fazer. Certo? Até fevereiro, a maioria dessas atividades terão sido concluídas ou, pelo menos, a primeira rodada de tarefas que precisam ser repetidas. Mas, durante um curto período, antes ou depois do Carnaval, teremos mais alguns dias de trabalho frenético.

Agora é hora da colheita do trigo! Nós não temos uma área tão grande de trigo, mas, provavelmente, levaremos de dois a quatro dias para finalizar esse trabalho. E haverá mais plantio! Eles não renderão tanto quanto uma safra completa, mas vamos dobrar a soja que vem logo após essa primeira cultura. Se você nos encontrasse aqui durante a colheita do trigo, provavelmente veria a plantadeira e a colheitadeira trabalhando simultaneamente.

Com a possibilidade de obter sementes baratas em alguns períodos do ano, e nenhum gasto com fertilizantes para a soja, mesmo uma produtividade pequena pode significar um bom retorno financeiro com essas duas lavouras em sucessão. É um pouco arriscado, mas as duas primeiras semanas de julho merecem o risco.

imag - O Plantio Acabou E Agora, O Que Fazem Os Agricultores?

Colheita da soja na safra 2018/19 (Saiba mais)

Depois da colheita do trigo, já estamos quase na metade da safra. Mais colheita, roçagem, capina, e outras atividades que precisarão ser executadas até o final da safra no final de fevereiro ou março. E se este ano for parecido com os dois anteriores, eu terei recursos para custear minhas despesas por um período mais curto.

Tudo isso depende de nossas perspectivas financeiras e da perspectiva dos impostos sobre a renda para o ano. Podemos segurar a nossa produção da forma que for mais viável para aliviar a carga tributária da maneira que der, mas ela terá que ser vendida mais cedo ou mais tarde.

E não esqueça de deixar suas dúvidas aqui nos comentários. Não deixe de se escrever para receber os avisos dos próximos artigos.

Até!

Receba Mais Artigos Como Esse em Seu E-mail

Renato Agrointel 20190401 115322 150x150 - O Plantio Acabou E Agora, O Que Fazem Os Agricultores?

Artigo produzido por Renato Borges. Engenheiro de computação e mestre em ciência da computação. Trabalha com tecnologia e inovação na desde 2013. Atualmente é o CEO da AGROINTELI e Presidente da StartupMS. Renato acredita que que todo produtor rural pode ter melhores rendimentos nos seus talhões através do uso de tecnologia.

agricultura de precisão. calculo de adubação. software agronomia. software fazenda. planilha de adubação xls. agricultura. software agricultura. tecnologia na agricultura. planilha calculo de adubação. como fazer recomendação de adubação. software agricultura. importancia ndvi agricultura. o que e agro. tabela de adubação. planilhas agricolas. planilha rural gratis.

Comentários 2

  1. Produtor, Seu Prejuízo Pode Estar Sendo Causado Pela Lagarta-do-cartucho
    […] soja, a lagarta é normalmente encontrada nos primeiros dias após a germinação da planta, se alimentando das plantas recém emergidas e assim […]
  2. Os 5 Fatores de Formação do Solo e Suas Implicações Agronômicas
    […] plantas utilizam o solo para fixar suas raízes, dar suporte e sustentação, além […]

Deixar uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode usar tags e atributos HTML:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>